terça-feira, 7 de outubro de 2008

Com a palavra, o produtor do vinil de Cabelos...

Wilson Souto Junior, em foto para a contracapa de Cabelos de Sansão.

“Os criminosos sempre voltam ao local do crime” (Tiago Araripe em Cine Cassino).

Quando eu soube da vontade de a Saravá Discos reeditar o LP Cabelos de Sansão em CD, do muito querido Tiago Araripe, depois de longos 26 anos, logo a melodia-refrão desta canção me veio à memória...

Veio também a imagem do Itamar, o Assumpção, entrando no camarim-escritório do Lira Paulistana, dizendo : "Já sei quem será o segundo lançamento do selo, já sei ... vocês têm que escutar o trabalho do Tiago... você tem que produzir o Tiago Araripe". E como era de costume do Negão, não parou mais, até que marquei um encontro com o Tiago e conheci seu trabalho. Impressionou-me. Eram músicas e letras muito próprias, sem tempo ou espaço definido; rock e poesia concreta, do agreste e urbana. Um lindo desafio...

Daí para o estúdio, foi um tempo curto, ajudado pelos músicos que participaram do trabalho e nada cobraram... as despesas de estúdio, capas , fábricas... Bem, essas, nossas boas bilheterias no teatro cobriram.

Adoro o resultado da produção, sua ousadia e modernidade, a voz doce do Araripe e sua suavidade espacial.

A decisão de passar Cabelos de Sansão ao Zeca Baleiro para reeditá-lo pelo seu selo, tendo eu mesmo uma gravadora ativa - Atração Fonográfica -, veio no momento em que vi seu carinho por esse trabalho, como se em sua companhia, depois de tantas estradas que passei, voltasse com emoção ao local do crime .

P.S.: Tiago, continuo com saudade de te ouvir cantar.

Wilson Souto Junior

(O texto acima foi gentilmente escrito para o material de divulgação de Cabelos de Sansão.)

2 comentários:

Anônimo disse...

Tiago, só agora pude ler teu e-mail. Estou em Olinda: (81) 86067127. Parabéns pelo relançamento de Cabelos de Sansão. Vibro e torço para que tudo dê certo. Seu lugar na MPB já é garantido há muito tempo. Grande abraço.
Ivan Maurício

Cabelos de Sansão disse...

bom saber, ivan.
vamos nos falar uma hora dessas.
por enquanto, estou instalado na jaqueira, bem diante do parque.
grande abraço.
e grato pelas palavras.